Click aqui para fazer sua inscrição.

O pagamento deve ser realizado na secretaria do Bloco I, mediante ficha impressa. O prazo para pagamento é de 48 horas, após a inscrição.

 

PROPOSTA DE PROJETO DE EXTENSÃO

  1. IDENTIFICAÇÃO DO PROJETO
  • Nome do projeto: Curso de extensão – O Campo de interlocução entre Psicologia Analítica e Psicossomática.
  • Discente coordenador: Ana Bela

1.4 Professora Coordenadora: Luciane Kellen Puerari Pauli

1.6 Local de Realização: Faculdade Campo Real

1.7 Justificativa:

As instituições de ensino superior, desde que foram criadas adquiriram a característica de serem direcionadas à produção e ensino de conhecimento. Essas duas funções acabaram se tornando sui generis de uma instituição de ensino, pois assim cumprem o papel que lhe foi instituído pela sociedade. (SANTOS, 2012)

Desde que foram criadas, as instituições de ensino superior tiveram grande enfoque nessas funções, entretanto no século XX notou-se a necessidade de levar tais pesquisas e conhecimentos à comunidade, criar uma ligação entre universidade e social, levando assim ao surgimento da extensão universitária. (SANTOS, 2012)

Essa necessidade ocorreu de tal forma que foi declarada a Lei federal nº 5.540, de 28 de novembro de 1968, conhecida como a Lei da Reforma Universitária, que tornava obrigatório a presença de atividades extensionistas em instituições de ensino superior. (SANTOS, 2012)

Atividades de extensão contribuem não somente para a sociedade, como também os acadêmicos que dela participam, permitindo ao mesmo trabalhar em uma realidade objetivo concreta e existencial os conteúdos aprendidos em seu curso, auxiliando assim no processo de produção de conhecimento para o meio acadêmico. (SANTOS, 2012)

A psicologia analítica é uma das áreas de estudo e pesquisa da psicologia, criada por Carl Gustav Jung no século XX e desenvolvida por seus seguidores até os dias atuais.

Tal abordagem psicológica descende da psicanálise, e como tal, propõe a existência do inconsciente. Mas difere de sua predecessora ao postular a existência de um Inconsciente Pessoal e um Inconsciente coletivo, sendo esse último herdado dos ancestrais da raça humana e compartilhado por todos os seres humanos. (EDINGER, 2012)

Assim como as mais diversas abordagens psicológicas, possui diálogos fortes com a área da Psicossomática. Entretanto, não vê os sintomas psicossomáticos como deterministas, propõem que em momentos de crise ou conflito, conteúdos emocionais podem ser quebrados em formas de imagens e se expressar pelo corpo, representando assim uma dissociação. (LIMA (org.), 2013)

Psicossomática é um termo criado pelo psiquiatra alemão J. C. Heinroth no ano de 1918. Tema que foi desenvolvido por Freud em seu livro Estudos sobre a Histeria. (RANGEL; GODOI; 2009)

Wolff, fundador e presidente da Associação Americana de Psicossomática mostrou em 1952 que distúrbios no ambiente físico e psicossocial podem gerar mazelas das mais diferenciadas no corpo humano, inclusive doenças. (França; Rodrigues (2005) apud Rangel; Godoi, 2009)

Segundo Rangel; Godoi (2009), um sintoma psicossomático normalmente esconde algo, ou possui conteúdos desconhecidos, que se manifestam através de enfermidades no corpo. Pois a psicossomática, segundo Freire (2000) é a compreensão da relação entre corpo e mente.

Para França; Rodrigues (2005) citados por Rangel; Godoi (2009):

“A psicossomática investiga e oferece caminhos para a prática na promoção de saúde mais voltada ao paciente e tem a tendência em compreender os processos de adoecer, não como um evento causal na vida de uma pessoa, mas como resposta de um indivíduo que vive em sociedade, em interação com outras pessoas. ”

Sendo assim, cabe aos profissionais e graduandos maior conhecimento sobre a psicossomática, pois como Assis, et al (2013) argumentam, existe uma grande carência de conhecimento entre os profissionais da área de saúde sobre a essa área.

Então, a presente proposta de curso de extensão se mostra relevante frente à essa realidade enfrentada pelos profissionais da área de saúde sobre a escassez de conhecimento sobre doenças que podem ser originárias da psique, e também se mostra relevante por abordar uma teoria psicológica amplamente conhecida no mundo, mas que não está tão presente assim no âmbito universitário, proporcionando um aumento na produção de conhecimento sobre a teoria e também sobre a área da psicossomática.

Isso se dará através do estudo de casos teóricos, apresentações em slides sobre os referentes temas, rodas de conversas com os alunos e futuras visitas em campo.

 

1.8 Objetivos

 

Objetivo geral

            Este projeto visa propiciar aos acadêmicos da Faculdade Campo Real a oportunidade de conhecer e aprofundar-se no estudo desta área da psicologia analítica e psicossomática, e também vincular esta teoria com estudos de caso. Possibilita-se assim agregar a prática da pesquisa e construção do saber científico.

 

Objetivos específicos:

  • Estudar a Psicologia Analítica proposta por Carl Gustav Jung (1875-1961) e a Psicossomática Hoje;
  • Propiciar um espaço de discussão acadêmica acerca desta teoria;
  • Promover a reflexão e o debate sobre psicossomática;
  • Compreender a possibilidade de intervenção multidisciplinar, interdisciplinar e integral em saúde;
  • Incentivar o debate e estudos de caso multidisciplinares;
  • Contribuir para a produção de pesquisas que ampliem o saber científico na psicologia.

 

  1. CARACTERÍSTICAS DO PROJETO

2.1 Carga horária total: 12 H/A

2.2 Público-Alvo: Acadêmicos de Psicologia, Medicina, Nutrição, Enfermagem, Biomedicina da Faculdade Campo Real

2.3 Período de funcionamento: 09/10/2017 a 13/11/2017

2.5 Número de vagas:  Mínimo 15 acadêmicos e Máximo 30

2.6 Taxa de inscrição: R$ 50,00

  1. IDENTIFICAÇÃO DO PROFESSOR COORDENADOR:

 4.1 Nome: Luciane Kellen Puerari Pauli

4.2 Maior titulação: Especialista

4.3 Cargo: Professora Coordenadora do Projeto

4.4 Curso: Psicologia

 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ASSIS, Cleber Lizardo de et al. Percepções e práticas sobre psicossomática em profissionais de saúde de Cacoal e Nova Brasilândia/RO. Aletheia, Canoas, n. 40, p. 74 – 86, abr.  2013 .   Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-03942013000100007&lng=pt&nrm=iso>. Acessos em 28 set.  2017.

EDINGER, E. Ego e Arquétipo: Uma síntese fascinante dos conceitos psicológicos fundamentais de Jung. São Paulo: Cultrix. 2012.

FORDHAM, F. Introdução à psicologia de Jung. São Paulo: Verbo, 1990.

JUNG, C. G. Obras completas. 14ª Ed. Petrópolis: Vozes, 2013.

JUNG, C. G. O Homem e seus Símbolos. 6ª Edição. Rio de Janeiro: Ed. Nova Fronteira, 2008.

LIMA, P. E. (org.). Psicologia Profunda. 4ª Ed. São Paulo: Clube de Autores, 2013.

MELLO FILHO, J. Psicossomática Hoje. Porto Alegre: Artes Médicas. 1992. RAMOS, D. G. A Psique do corpo: a dimensão simbólica da doença. São Paulo: Summus, 2006.

RANGEL, F. B.; GODOI, C. K. Sintomas psicossomáticos e organização do trabalho. Revista Brasileira de Gestão de Negócios, São Paulo, Vol. 11, Nº 33, p. 404 – 422, 2009.

SANTOS, M. P. EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA: ESPAÇO DE APRENDIZAGEM PROFISSIONAL E SUAS RELAÇÕES COM O ENSINO E A PESQUISA NA EDUCAÇÃO SUPERIOR. Conexão UEPG, Ponta Grossa, Vol. 8, Nº 2, p. 154 – 163, out/dez. 2012.

STEIN, M. O mapa da alma. São Paulo: Cultrix, 2000.

 

CRONOGRAMA DE ATIVIDADES

09/10/2017 – A relação mente e corpo através da história e uma breve história de C. G. Jung e sua obra.

16/10/2017 – Conceitos fundamentais em Psicologia Analítica: Símbolo e o Processo de Individuação.

23/10/2017 – Conceitos fundamentais em Psicologia Analítica: Sombra e Persona

30/10/2017 – Conceitos fundamentais em Psicologia Analítica: Animus-Anima e o Self

06/11/2017 – Técnicas em Psicologia Analítica e a Interação delas no trabalho com o corpo: Psicoterapia, Análise de Sonhos e Imaginação Ativa.

13/11/2017 – Estudos de caso e Avaliação Geral do Curso.

 

Assine nossa Newsletter para receber novidades!