Acadêmicos têm projeto selecionado no Sinapse da Inovação

27/06/2019

Sinapse da Inovação

O Sinapse da Inovação é um programa de incentivo ao empreendedorismo inovador, que busca transformar ideias de estudantes, pesquisadores ou professores em negócios de sucesso, oferecendo recursos financeiros, além de capacitações.

O projeto desenvolvido pelos acadêmicos do quinto período de Engenharia Civil, Felipe Vargas de Oliveira, Ingridi Schadeck Pedroso e Izabelle Donner Michelc, está entre as ideias inovadoras selecionadas no Sinapse da Inovação.

Com o título “Telhado Verde”, o trabalho está classificado no setor de Energia. Para o desenvolvimento da pesquisa, os estudantes contaram com o apoio dos professores Ayres Siqueira Silva e Bárbara Pergher Dala Costa.

Campo Real tem projeto selecionado no Sinapse da Inovação

Os acadêmicos Felipe Vargas de Oliveira, Ingridi Schadeck Pedroso e Izabelle Donner Michelc, com os professores Ayres Siqueira Silva e Bárbara Pergher Dala Costa.

PROJETO TELHADO VERDE

Devido ao crescimento urbano desenfreado e muitas vezes sem planejamento, há cada vez menos áreas verdes em centros urbanos. Em consequências das mudanças climáticas que estão ocorrendo, problemas como ilhas de calor e enchentes são cada vez mais recorrentes nas grandes cidades.

Após realizadas pesquisas bibliográficas sobre o tema, os acadêmicos identificaram que telhados verdes podem ser a solução de diversos problemas causados pela impermeabilização de áreas urbanas. A ação tem como objetivo diminuir a poluição ambiental, abaixar o nível de ruídos, diminuir ilhas de calor, aumentar a umidade relativa do ar, além de auxiliar no escoamento de águas pluviais.

Segundo o acadêmico Felipe, realizar uma pesquisa em grupo e ter o projeto selecionado na primeira fase do Sinapse da Inovação, entre as mais de 1800 ideias inscritas, foi gratificante.

“A pesquisa na área das engenharias é algo muito exigente. Apesar de até o momento somente termos realizado pesquisas bibliográficas, tivemos de estar atentos e checando as informações que levantávamos. Mas, esse trabalho mostrou-se muito frutífero e esperamos que com a continuação da pesquisa, agora com dados empíricos, possamos ser selecionados também nas próximas fases”, comenta.

Ainda segundo o estudante, a pesquisa do Sinapse da Inovação é muito importante durante a formação acadêmica, pois mostra que o conhecimento está realmente disponível para quem busca.

“Com o auxílio dos professores, podemos produzir material relevante e de qualidade por nós mesmos, nos capacitando e aumentando nossos conhecimentos, algo que certamente influenciará positivamente em diversos aspectos da nossa futura vida profissional”, explica Felipe.

SINAPSE DA INOVAÇÃO

O programa chega ao Paraná com a execução do Governo do Estado, por meio da Celepar – Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná e Fundação Araucária, com operação da Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras, com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep).

Assine nossa Newsletter para receber novidades!